O Brasil possui atualmente uma das maiores cargas tributárias do mundo, atingindo quase 40% do Produto Interno Bruto (PIB), isso porque todos os produtos e serviços produzidos no país são taxados. Para que a empresa esteja em dia legalmente, existem algumas obrigações acessórias, e a contribuição tributária é uma delas. Porém, por conta da complexidade da legislação brasileira, é exigido da contabilidade da instituição um constante estudo e monitoramento das mudanças, isso acaba gerando conflitos e a organização, por vezes, excede e acaba pagando essas contribuições a mais ou indevidamente.

A revisão tributária tem como objetivo garantir o cumprimento da legislação e gerar a redução de custos para a empresa. Através de análise detalhada e do cruzamento de dados sobre a documentação fiscal/contábil referente os últimos cinco anos do negócio, é possível a identificação de impostos pagos indevidamente, sendo depois convertidos em crédito fiscal. 

Com a revisão tributária, é possível identificar procedimentos incorretos praticados pela entidade, além de trazer inúmeros benefícios, entre eles a redução de riscos, uma vez que é possível a identificação e mensuração desses riscos. Além ainda de atuação preventiva, pois também permite o reconhecimento de pontos controversos na legislação e que podem ser tratados, evitando o recolhimento de tributos desnecessários ou a mais.

Investir em uma revisão fiscal é uma excelente estratégia para conhecer os riscos e projetar oportunidades para a empresa. Muitos empresários não dão a devida importância e acabam se complicando no processo de gestão que envolve diversas estratégias para o bom desempenho do negócio.

Receba novidades do mercado financeiro gratuitamente em seu e-mail